ADCOL - Assembleia de Deus em Colubandê

 
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
Home A ADCol Palavras do Presidente

Palavras do Presidente

E-mail Imprimir PDF

Pastor Presidente Samuel da Silva

A ADCOL - a senhora eleita com plena saúde espiritual.

Na qualidade de Senhora eleita, a Assembleia de Deus no Colubandê segue sua trajetória como corpo místico do Senhor Jesus Cristo. No limiar de seus sessenta anos de existência prossegue demonstrando publicamente suas qualidades espirituais com as quais cumpre fielmente os propósitos do Senhor que a resgatou e a definiu como instrumento da evangelização dos povos. ADCOL hoje é sinônimo de obediência irrestrita àquele que é por excelência o Senhor da Seara. Destaca-se pelos constantes atos de fé e resignação aos propósitos da causa evangelística.

Sua maturidade doutrinária e firmeza de propósito, são marcas inequívocas de um longo processo de aprendizagem e disciplina, elementos básicos que adicionados a fé e a oração, tornam-na espiritualmente “Senhora saudável”, com muitos filhos na produção de obras para o Reino de Deus. Os frutos por si mesmos propagam sua idoneidade. São mais de 2000 membros espalhados pelos mais diversos recantos deste imenso estado do Rio de Janeiro, Minas Gerais, Pernambuco e outras frentes missionárias como Manizales – Colombia, Guiné Bissau, e Senegal. Cremos que os propósitos de nosso grande Deus para a Senhora Eleita, certamente não param por aí. Haverá nos próximos anos mais candidatos à evangelização transcultural. Haverá certamente, mais parceiros que acreditarão nas metas empreendidas por ela com vistas à grande comissão. Como ministro de Deus responsável pela liderança  desta casa, creio profundamente que Deus tem em seus planos uma porta aberta para demonstrarmos ao mundo o poder de seu evangelho. Portanto, antes que o dia da graça se finde, antes que sejamos chamados ao descanso eterno, esforcemo-nos para a ultima colheita de almas.

Finalizando, torno aqui publico os anseios de meu coração rogando ao Pai que a Assembleia de Deus no Colubandê – ADCOL siga em marcha triunfal, de vitória em vitória, crescendo em graça e em sabedoria. Que o milagre do avivamento continue incessantemente a produzir vida a esta que foi comprada com bom preço por toda a eternidade.

Amém;

Até lá, na graça e na paz de nosso Senhor Jesus Cristo

Samuel da Silva
Pastor Presidente - ADCOL

Última atualização ( Sáb, 13 de Abril de 2013 08:17 )  

Últimas Notícias

No próximo dia 15 de abril se iniciará um ciclo de 4 eclipses lunares em que a lua irá adquirir, durante um período curto de tempo, um tom avermelhado. Esse fenômeno tem motivado uma série de interpretações por cristãos, que acreditam se tratar do cumprimento de profecias bíblicas relacionadas ao fim dos tempos.

 



A chamada “lua de sangue” terá inicio às 5:20 (Hora de Greenwich), momento em que a lua começará a entrar na sombra da Terra até ficar em uma linha reta com o nosso planeta e o Sol. Com duração de 78 minutos, o eclipse poderá ser visto na América do Norte e no oeste da América do Sul.
Esse eclipse é o início de um ciclo de quatro aparições desse fenômeno natural, chamado tétrade. Além do dia 15, o fenômeno se repetirá também nos dias 8 de outubro, 8 de abril de 2015 e 28 de setembro de 2015, segundo a CBN.
Um dos proeminentes cristãos que interpretam o acontecimento como tendo dimensões bíblicas é o pastor John Hagee autor do livro “Four blood moons: something is about to change” (Quatro luas de sangue: algo está prestes a mudar).
Entre os trechos da Bíblia utilizados por cristãos para apoiar a ideia de que o fenômeno tem relação com o fim dos tempos estão os trechos de Lucas 21:25Atos dos Apóstolos 2:20 que, respectivamente, se referem ao fim dos tempos afirmando que “haverá sinais no sol e na lua e nas estrelas; e na terra angústia das nações, em perplexidade pelo bramido do mar e das ondas” e que “o sol se converterá em trevas, E a lua em sangue, Antes de chegar o grande e glorioso dia do Senhor”.
Há quem acredite que após essas datas em que “a lua se tornará em sangue” começarão os 7 anos de tribulações do governo do Anticristo. Entre os defensores dessa tese, é defendido também que há várias indicações de que a tensão entre Israel e os seus vizinhos muçulmanos está prestes a explodir, o que alimenta ainda mais uma possível aproximação histórica com o apocalipse bíblico.