ADCOL - Assembleia de Deus em Colubandê

 
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
Home Notícias ADCol
Notícias ADCol


“Luas de Sangue”: Cristãos associam fenômeno natural a profecias do Apocalipse

E-mail Imprimir PDF

No próximo dia 15 de abril se iniciará um ciclo de 4 eclipses lunares em que a lua irá adquirir, durante um período curto de tempo, um tom avermelhado. Esse fenômeno tem motivado uma série de interpretações por cristãos, que acreditam se tratar do cumprimento de profecias bíblicas relacionadas ao fim dos tempos.

 



A chamada “lua de sangue” terá inicio às 5:20 (Hora de Greenwich), momento em que a lua começará a entrar na sombra da Terra até ficar em uma linha reta com o nosso planeta e o Sol. Com duração de 78 minutos, o eclipse poderá ser visto na América do Norte e no oeste da América do Sul.
Esse eclipse é o início de um ciclo de quatro aparições desse fenômeno natural, chamado tétrade. Além do dia 15, o fenômeno se repetirá também nos dias 8 de outubro, 8 de abril de 2015 e 28 de setembro de 2015, segundo a CBN.
Um dos proeminentes cristãos que interpretam o acontecimento como tendo dimensões bíblicas é o pastor John Hagee autor do livro “Four blood moons: something is about to change” (Quatro luas de sangue: algo está prestes a mudar).
Entre os trechos da Bíblia utilizados por cristãos para apoiar a ideia de que o fenômeno tem relação com o fim dos tempos estão os trechos de Lucas 21:25Atos dos Apóstolos 2:20 que, respectivamente, se referem ao fim dos tempos afirmando que “haverá sinais no sol e na lua e nas estrelas; e na terra angústia das nações, em perplexidade pelo bramido do mar e das ondas” e que “o sol se converterá em trevas, E a lua em sangue, Antes de chegar o grande e glorioso dia do Senhor”.
Há quem acredite que após essas datas em que “a lua se tornará em sangue” começarão os 7 anos de tribulações do governo do Anticristo. Entre os defensores dessa tese, é defendido também que há várias indicações de que a tensão entre Israel e os seus vizinhos muçulmanos está prestes a explodir, o que alimenta ainda mais uma possível aproximação histórica com o apocalipse bíblico.

 

Última atualização ( Sáb, 12 de Abril de 2014 03:27 )
 

Apocalipse? Nova ordem mundial? Anticristo? Pastor distribui gratuitamente documentários polêmicos sobre o fim do mundo

E-mail Imprimir PDF

É muito pregado em várias igrejas que estamos nos últimos dias antes da volta de Jesus, mas pouco se entende sobre as implicações da segunda vinda de Cristo. O que seriam as tribulações? Como agiria o anticristo? Essas e outras dúvidas são comuns, por isso o Pastor Luiz Carlos Fernandes criou o site “O Amanhã Hoje” que distribui e vende dvds com palestras, pregações, filmes, documentários e outras ferramentas para a divulgação de informações sobre o que seria os bastidores do mundo.

 

Milhares de fiéis formam escudo humano para impedir demolição de igreja na China

E-mail Imprimir PDF


Para evitar a demolição de uma igreja recém-inaugurada, milhares de cristãos formaram um escudo humano em torno do templo na província de Zhejiang, na China. As autoridades do país haviam ameaçado demolir a igreja por considerarem a construção muito grande.

 

Notícias ADCol - Aniversário de 11 anos do Conjunto Diante do Trono

E-mail Imprimir PDF

 

Notícias ADCol - Aniversário de 13 anos da AD no Apolo

E-mail Imprimir PDF

AD no Apolo celebra mais um aniversário

Recentemente, a congregação da Assembleia de Deus no Apolo 2, com templo situado na Est. Velha de Guaxindiba, 21‒ Apolo 2, Itaboraí, comemorou o seu 13º aniversário sob o tema: E se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e buscar a minha face, e se converter dos seus maus caminhos, então, eu ouvirei dos céus, e perdoarei os seus pecados, e sararei a sua terra (2 Crônicas 7.14).

Última atualização ( Seg, 10 de Fevereiro de 2014 23:16 )
 


Página 7 de 14

Últimas Notícias

O missionário australiano John Short, 75 anos, foi libertado pelas autoridades norte-coreanas na última segunda-feira, 03 de março, após o religioso ter assinado um documento de confissão e pedido de desculpas por evangelizar no país.

Short desembarcou em Pyongyang no mês passado, e foi preso no dia 16 de fevereiro, dia do aniversário do ditador Kim Jong Il, após distribuir panfletos evangelísticos.

Para ser solto, o missionário assinou um documento no qual se retratava por sua atividade missionária: “Eu peço sinceras desculpas pela minha iniciativa de espalhar meus folhetos bíblicos em 16 de fevereiro o aniversário de sua Excelência Kim Jong Il”, dizia o documento de confissão, divulgado pela mídia estatal da Coreia do Norte.

Em outro trecho do documento, o missionário diz que a impressão que se tem do país é errada: “Eu percebo que a mídia dos EUA e os países ocidentais que dizem que a Coreia do Norte é o país fechado e não tem liberdade religiosa é impreciso e errado”, escreveu Short. A emissora KCNA divulgou uma foto do missionário e as páginas da carta escritas à mão, marcadas com suas digitais em tinta vermelha.

As autoridades norte-coreanas disseram que aceitaram deportar o missionário após o pedido de desculpas por conta de sua idade avançada. Ao desembarcar em Pequim, China (foto), o missionário optou por não dar declarações a respeito do episódio, e seguiu para a embaixada australiana na cidade.